Skip to content

Mês: novembro 2016

Toda amplitude do que é ser humano ou Porque criar personagens diferentes de você mesmo

Todos os grandes escritores que eu admiro criam ótimos personagens. E além de criar ótimos personagens, eles exploram, em cada um deles, uma faceta diferente da humanidade. É claro que o primeiro instinto ao começar a escrever uma obra é a autorepresentação, afinal quem conhecemos melhor do que a nós mesmos? É mais fácil nos fazer protagonistas e nos colocarmos em situações fantásticas e absurdas que só poderiam acontecer na ficção. Na minha opinião, o que separa um grande escritor dos demais, é sua capacidade de, eventualmente, negar essa facilidade e passar a criar personagens diversos, de outros gêneros, raças ou…